Blog

Aluna da JValério/FDC encoraja mulheres a se empoderarem, dentro e fora de suas carreiras

Postado em 8 de março de 2018 por JValério
encoraja mulheres a se empoderarem

Em celebração ao Dia Internacional da Mulher, decidimos dar voz a uma das alunas da JValério/FDC que encoraja mulheres a se empoderarem, dentro e fora de suas carreiras

Até chegar ao posto de Diretora Jurídica, Rafaela Polydoro Küster, passou por todas as áreas do escritório de advocacia Küster Machado. E não se engane, apesar de filha de um dos sócio-fundadores, ela não só começou a trabalhar por um castigo do pai, como teve que provar sua capacidade por anos. “Começou como um castigo. Reprovei de ano na escola e o meu pai me colocou para ser uma espécie de tapa buraco do escritório. Eu ia de cobrir as folgas da secretária, até transcrever as publicações do Diário Oficial para o software jurídico da empresa.”.

O que começou como obrigação se transformou em paixão, com 38 anos de idade e 22 anos carreira, Rafaela escolheu o curso de Direito e de lá para cá passou pelos cargos de estagiária, advogada assistente, coordenadora e gestora, quando inclusive assumiu a filial de Londrina. Há quatro anos de volta a Curitiba ela acumula as funções de Diretora Jurídica e Diretora de Recursos Humanos.

Engajada em causas feministas, ela faz parte da Comissão da Mulher Advogada (CMA) da OAB Paraná, que tem o propósito de fortalecer a figura feminina na entidade e, sobretudo na sociedade. “Eu já fui desacreditada por ser mulher. Na minha gravidez, fiz uma audiência e assim que me viram levantar, e notaram a minha barriga, ouvi comentários do tipo, “Dá um desconto, ela está grávida.” Essa talvez tenha sido a situação mais gritante que eu já passei.”

Por ser advogada, ela acredita que passou ilesa por algumas situações de discriminação, mas que não por isso está alheia aos assédios que outras mulheres são submetidas. “Eu estou em uma situação privilegiada, mas eu sei que ainda existe muito preconceito.”

 

Mulheres no Direito

Essa desvantagem feminina é percebida também na carreira escolhida por Rafaela. No Brasil, o número de mulheres em carreiras do Direito, tanto nos escritórios de advocacia quanto na magistratura, ainda é menor comparado ao número de homens registrados a Ordem dos Advogados do Brasil. Do total de 1.142.326 advogados (em 5 de março de 2018), 545.765 são mulheres, ou seja, um percentual de 48%.

Contudo, essa pequena maioria masculina parece caminhar para o final, tomando como base os dados e a evolução da participação feminina no Direito, a estimativa é que, até o ano de 2020, o número de advogadas mulheres seja superior ao de homens advogados.

 

Vida Pessoal x Vida Profissional

O acúmulo das funções de mãe e advogada cobra um preço, mas também ressalta a força e capacidade feminina de conciliar tarefas. Divorciada e mãe de um menino de oito anos, Rafaela conta que já deixou de lado a sua família por causa do trabalho. “Não tive licença a maternidade, trabalhei de casa na mesma semana em que ganhei bebê, e voltei para o escritório quando o meu filho completou um mês.”

Trabalhando rodeada por mulheres – o sexo feminino é maioria na equipe do escritório – ela diz sentir que as mulheres têm um ritmo de trabalho mais acelerado. “Somos multifunções, conseguimos fazer várias coisas ao mesmo tempo, que nem todos os homens conseguem conciliar.”

 

Carreira

“Na minha carreira escolhi fazer investimentos considerados altos, porém, que me trouxeram um retorno de qualidade. Já fiz cursos menores, participo de palestras, e todo tipo de curso oferecido pela OAB. Mas investimentos significativos eu faço poucos e bons.”

Atualmente Rafaela, faz pós em Gestão de Negócios na FDC junto com seu irmão, também advogado. “Conhecemos a Pós da Fundação Dom Cabral enquanto o escritório participou do PAEX (Parceiro para Excelência), naquele momento já interagimos com as Monitorias e Fóruns do Programa, o que despertou nosso interesse na Especialização.”  

“Acredito que quando o retorno é garantido vale a pena o valor investido. Quando o currículo possui uma formação de peso como a Dom Cabral, é inquestionável a sua capacidade como profissional.”

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por Desenvolvido por The Way Comunicação
Quer saber mais?
Clique aqui para entrar em contato